A água levou sonhos, mas não a esperança

O sonho básico de ter uma mo­radia foi levado pelas águas das enchentes que atingiram diversos bairros de São Paulo e outras re­giões do país, no final de 2009 e início de 2010. Isso sem contar as vidas que foram perdidas nesse pe­ríodo. O Jd. Romano, localizado na zona leste da capital, é um desses exemplos. Atingido pelas águas por cerca de três meses, os mora­dores além do aspecto emocional das perdas, tiveram que lidar com o medo, água contaminada, lama, lixo e a ameaça de doenças.

Se por um lado havia protestos de moradores dirigidos às autoridades competentes, por outro, famílias cristãs, também atingidas pela enchente, viam a situação como um sinal da volta de Jesus e uma oportunidade para trabalhar em favor das vítimas. O pastor William Teixeira Correia, da Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) Jd. Romano, conta que, de forma geral, essas pessoas não perderam a fé e a esperança.

Ele compara a situação com um ‘despertador divino’. “Assim como usamos o despertador para levan­tarmos cedo e não nos atrasarmos, imagino que Deus tenha colocado um despertador para tocar para o mundo. O objetivo é que todos acordem de seu sono espiritual, se arrumem e não se atrasem no pre­paro para encontrar Jesus. O atraso pode custar a vida eterna”, alerta e cita o versículo bíblico “… é já hora de despertarmos do sono: por­que a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quan­do aceitamos a fé”. Rom. 13:11.

Segundo José Claudio da Silva, a vivência do que está escrito na Bíblia abriu as portas de muitas casas para que Deus entrasse. “As próprias pessoas que não conhe­cem a palavra afirmam que Jesus está voltando. São muitas as famí­lias que nos procuram para rece­ber estudos. Nós mostramos que as profecias bíblicas estão sendo cumpridas”.

“O medo existe e cada chuva é um drama”, diz. Ele conta que a água do rio Tietê tinha tanta força que estourou os muros que separam os trilhos da CPTM das ruas e inva­diu as casas. “Foi dramático”.

O pastor, que vivenciou muitas en­chentes em sua infância, conta so­bre uma família que atravessou a ponte de um pequeno rio para dar estudo bíblico, no início da chuva, e foi tocada pelo Espírito Santo para voltar. “Retornaram e leva­ram um susto, quando viram que a água já estava quase alcançando a ponte. Deu tempo de atravessa­rem”, diz.

As vítimas receberam doações da Agência Adventista de Desenvol­vimento de Recursos Assistenciais (ADRA). Mais de 200 famílias do bairro e região foram socorridas com 12 toneladas de alimentos, roupas, móveis e colchões.

Fonte: www.profeciaparahoje.com.br

Comente


  1. cristiane

    Infelismente pessoas desapercebidas como este wesley que postou um comentario antes deste,não conseguem enxergar que a vinda do Salvador está próxima mas estes que não creem na vinda do filho de Deus deviam se preparar porque chegará o dia em que virá choro e ranger de dentes para os que ficarem e terão que pagar com a própria vida. Que triste será este dia tenebroso espero que todos que estão lendo possa encontar com Cristo quando Ele vier buscar sua Igreja e somente os verdadeiros adoradores irão.Mas eu faço um pedido aqui vamos orar para este wesley pois se ele não se arrepender dos seus maus caminhos dias de escuridão aterrorizarão a vida dele ,mas como nosso Pai é misericordioso pode salvar a vida dele………………….. Vigiai e orai pois não sabemos o dia e nem a hora que a de vir o nosso Senhor



  2. wesley

    todo mundo fala muita bobagen e na verdade nao sabem de nada vao cuidar do que fazer que voces ganhao mais



    1. estudante melissa g.n.

      wesley,sim,eu acredito qe jesus esta por vir,mas nao acredito qe a volta dele seja agora em 2012.mas acho qe deveria compreeder qe 2012 pode ser o recomeço de um novo mundo e qe possivelmente nossos filhos participaram dele e nos ficaremos pra historia….afinal jesus esta e em nossos coraçoes…amem